O número de vítimas mortais do sismo na Turquia subiu para 432. Há ainda muitos desaparecidos e milhares de pessoas que ficaram desalojadas.

Bebé resgatada com vida 46 horas depois do sismo

De acordo com a Reuters, este balanço foi pela autoridade turca responsável pela gestão de catástrofes, que apontava na última contagem para 366 mortos.

Teme-se que este seja um número que ainda possa subir, uma vez que há muitas pessoas desaparecidas e mais de 2200 edifícios que ruíram com o abalo.

Milhares de pessoas desalojadas tiveram de dormir em tendas sobrelotadas, dentro de carros ou ao relento na província de Van, perto da fronteira com o Irão.

A prioridade das autoridades nesta altura é a deslocação para a área afectada de tendas, sacos-cama, alimentos e água.

Os cortes na electricidade têm dificultado o trabalho das equipas de resgate, cuja tarefa de encontrar sobreviventes se torna mais complicada à medida que o tempo passa.

---«Não temos tendas, toda a gente está a viver na rua. Van ruiu psicologicamente, a vida parou», disse à Reuters Kemal Balci, um trabalhador da construção civil local. «Dezenas de milhar estão nas ruas. Toda a gente está em pânico». ---