ter sido abatido

“O ideal seria que os [jihadistas] não se aproximassem da fronteira com a Turquia, mas infelizmente tendem a fixar-se em territórios próximos dessa zona. As operações vão continuar, sem dúvida”, afirmou Dmitry Peskov.



o segundo piloto

dado como morto



reafirmou

“Ninguém pode esperar que a Turquia fique quieta quanto a violações das suas fronteiras e dos seus direitos.”



Ministro russo diz que ataque foi "ato planedo"









“O problema não está na tragédia que vimos ontem. [A raiz] é muito mais funda. Nós vemos que os líderes turcos, ao longo de muitos anos, têm prosseguido uma política que suporta a islamização do seu país”, disse Putin, citado pela agência TASS.

Chanceler alemã pede calma


outros líderes