Cerca de 200 pessoas, entre passageiros e tripulação, escaparam a um acidente aéreo, após o Boeing da Delta Airlines, em que viajavam, ter aterrado na pista secundária do aeroporto de Atlanta, nos Estados Unidos.

De acordo com a Agência de Aviação Federal (FAA), citada pelo site brasileiro «Terra», o voo 60 da companhia aérea, vinha do Rio de Janeiro, e por sorte não encontrou nenhum avião na pista de táxi aéreo do aeroporto Hartsfield, o maior em número de passageiros do mundo.

O Boeing 767 aterrou cerca de uma hora antes do amanhecer da última segunda-feira. A visibilidade era boa no momento da aterragem, mas os pilotos estariam sob pressão para aterrar, já que não notificaram os controladores aéreos de que havia uma emergência médica a bordo.

As pistas principais são fortemente iluminadas com luzes brancas, enquanto as pistas secundárias têm iluminação azul.

Uma aeronave que se aproxima em piloto-automático será automaticamente alinhada com a pista activa, mas por vezes a tripulação assume o controle do avião na última fase antes de tocar no solo. É nesta altura que o erro pode acontecer.