A secretária de Estado, Hillary Clinton, reuniu na terça-feira com activistas sírios baseados nos EUA, a quem garantiu novas sanções contra o regime do presidente Bashar Assad, noticia a Lusa.

Clinton encontrou-se com os activistas numa altura em que o Conselho de Segurança da ONU mantém o impasse quanto a um acordo sobre uma condenação do regime sírio.

Numa declaração emitida após a reunião, Hillary Clinton expressou «profunda simpatia para com as vítimas sírias dos abusos do regime de Bashar Assad sobre os seus próprios cidadãos», e garantiu aos activistas que a administração Obama estava a trabalhar em sanções adicionais contra o Governo sírio.
Redação