Pelo menos seis pessoas foram mortas pelas forças de segurança sírias em Erbin, nos arredores de Damasco.

«As pessoas manifestaram-se depois das orações da noite do Ramadão. Carros dos serviços de segurança e carrinhas com metralhadoras montadas entraram em Erbin por volta da meia-noite e juntaram-se na principal rotunda antes de entrarem pelas ruas e disparar nos bairros», disse um residente à Reuters.

«Dezenas de pessoas estão feridas. Seis estão mortas, delas três foram identificadas», disse um activista à agência noticiosa.

Na segunda-feira, morreram 24 pessoas no país, no primeiro dia do Ramadão, em actos de contestação ao regime liderado pelo presidente Bashar al-Assad.

Uma dezena destas vítimas foram mortas a tiro pelas autoridades, de acordo com o Observatório sírio dos Direitos Humanos.
Redação