Hamada Kouta, um treinador de leões com vários anos de experiência, foi atacado por um dos leões durante um espetáculo de circo. A plateia estava cheia, com várias crianças acompanhadas dos pais.

O ataque aconteceu na cidade de Lugansk, na Ucrânia.

Imagens do acontecimento circulam na Internet e mostram o treinador egípcio, de 32 anos, ser atirado ao chão pelo felino, que se tornou agressivo no ringue onde decorriam as demonstrações.

O braço, omoplata, perna e costas foram abocanhados pelo animal e ficaram com lesões provocadas pelos dentes e garras.

Hamada, que trabalhou durante vários anos com leões em companhias russas, diz com o Lad Bible, ainda reagiu para tentar evitar o ataque do leão, mas acabou por ficar ferido.

Depois de ter recebido tratamento, o treinador agradeceu não ter sido atacado no pescoço.

O leão saltou para cima de mim e mordeu-me, mas graças a Deus não foi no pescoço”, afirmou, como mostram as imagens de vídeo partilhadas no YouTube.

As minhas costas, braço e perna ficaram magoados. Tenho cicatrizes de duas garras e um dente na minha perna, marcas dos dentes no braço, e um buraco de quatro centímetros de garras que me arranharam as costas”, contou o homem.

De acordo com o treinador, o comportamento dos leões deveu-se ao facto de estarem sob stresse e desconfortáveis porque tinham acabado de chegar àquela localidade.

Eles não tiveram tempo para se adaptarem porque chegámos e imediatamente começaram a atuar”, explicou Hamada. “Estavam sob stresse, o que levou ao ataque”.