O primeiro-ministro italiano anunciou esta terça-feira a sua demissão, revela um comunicado do presidente Sergio Mattarella.

De acordo com a Reuters, que teve acesso ao documento, o presidente italiano vai começar a consultar os diversos partidos na quarta-feira sobre uma possível solução para solucionar a crise política no país.

Giuseppe Conte sai do governo numa altura em que perdeu a maioria no Senado. Situação motivada pela saída do partido de Matteo Renzi, antigo chefe de governo, da coligação que suportava o executivo. A decisão de Renzi foi motivada pela crise de covid-19 e pela recessão económica.

Escreve a agência Reuters que o objetivo de Giuseppe Conte é que o presidente Sergio Mattarella lhe conceda um novo mandato, no qual poderá formar um novo governo, que terá de ser suportado por uma nova maioria parlamentar.

Giuseppe Conte vai informar os ministros das suas intenções de demissão. Depois reunir-se-à com o presidente", pode ler-se na nota do governo.

Terceira economia da zona euro e o primeiro país europeu a ser atingido duramente pela pandemia de covid-19, Itália enfrenta a sua pior recessão desde a Segunda Guerra Mundial.

Uma crise governamental poderá ainda dificultar a aprovação de um novo plano de ajudas públicas de vários milhares de milhões de euros para apoiar os setores mais afetados pelos confinamentos para travar a progressão do novo coronavírus.