A UNESCO incluiu seis locais sírios na lista do património em perigo. Anúnciou feito durante a sessão anual que decorreu em Phnom Penh. Entre esses seis locais considerados históricos, está Alepo, cidade que sofreu vários danos desde a revolta popular iniciada em 2011.

De acordo com a AFP, indica que a Organização das Nações Unidas para a educação, a ciência e a cultura contêm na lista ainda as cidades Damasco, Bosra, oásis de Palmyra, os castelos Crac des Chevaliers e Qal¿at Salah El-Din e antigas aldeias do norte do país.