"Os resultados deste estudo enviam-nos uma mensagem clara: as grávidas não devem prolongar o uso de paracetamol durante o período de gestação, tomando apenas quando é necessário", aconselhou Martin Ward-Patt, médico do Colégio Real de Pediatras e Clínica Infantil.