Uma criança de quatro anos com suspeitas de pneumonia foi encontrada deitada no chão de um Hospital em Leeds, em Inglaterra, enquanto esperava por tratamento.

De acordo com o The Independent, Jack Williment-Barr ainda esteve numa cama, mas a chegada de outro paciente deixou o menino no chão do hospital a receber soro e oxigénio.

Ele precisava de dormir. Acabou por adormecer num monte de casacos", contou Sarah Williment, a mãe do menino, ao jornal Mirror.

Após 13 horas e meia no hospital, Jack acabou por receber uma cama na enfermaria onde, mais tarde, foi diagnosticado com um vírus da gripe e amigdalite. Não se confirmando, portanto, o diagnóstico de pneumonia. 

A administração do hospital apresentou um pedido de desculpas ao menino e à família, mas o caso ganhou contornos de polémica, em altura de eleições no Reino Unido, com trabalhistas e conservadores a trocarem acusações nas redes sociais.

Jeremy Corbyn, candidato do partido trabalhista, escreveu no Twitter que "este é um resultado vergonhoso de uma decada de conservadores" no poder britânico.

O candidato trabalhista retweetou ainda uma publicação de Jonathan Ashworth, candidato do mesmo partido a South Leicester, a exigir um pedido de desculpas de Boris Johnson, o atual primeiro-ministro do Reino Unido..

Entretanto, o caso está a gerar polémica junto do primeiro-ministro inglês. Uma pessoa tentou mostrar a imagem a Boris Johnson, que começou por ignorar a fotografia.

  
/ Atualizada às 23:20