O início da vacinação massiva em Espanha contra a covid-19 foi adiada por um dia, noticia o El País, esta segunda-feira.

Depois das primeiras inoculações simbólicas, no domingo, a farmacêutica Pfizer comunicou que a entrega de 350.000 doses a Espanha (prevista para esta segunda-feira) está atrasada por causa de uma "incidência logística" na fábrica de Puurs, na Bélgica. 

A farmacêutica adiantou, contudo, que o problema já foi resolvido e a entrega será feita na terça-feira, dia 29 de dezembro.

Segundo a mesma publicação, o governo espanhol anunciou que o atraso afeta outros sete países europeus, mas não indicou quais.

As primeiras 9.750 vacinas da Pfizer/BioNTech chegaram a Espanha no sábado, provenientes da Bélgica em dois contentores, os mesmos que foram enviados a cada estado membro da União Europeia (UE) para esta "primeira entrega simbólica", como explicou este domingo o diretor geral da Pfizer Espanha, Sergio Rodríguez.

À primeira entrega de vacinas seguir-se-ia a remessa de 350 mil doses inicialmente previstas para esta segunda-feira, uma quantidade que será recebida todas as segundas-feiras das próximas 12 semanas até atingir um total de 4,5 milhões de doses, que vão ser administradas na primeira fase aos grupos prioritários.

A Comissão Europeia contratou com a Pfizer/BioNTech um total de 200 milhões de doses, das quais a Espanha receberá 10 por cento - cerca de 20 milhões.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,7 milhões de mortos no mundo desde dezembro do ano passado, incluindo 6.619 em Portugal.

Portugal recebe hoje mais 70.200 doses da vacina

Também Portugal espera o reforço do primeiro lote de vacinas da Pfizer, com a antecipação da entrega de mais 70.200 doses, que têm chegada prevista para esta segunda-feira.

Esta entrega eleva o total disponível para administração até ao final do ano para 79.950 vacinas, segundo o Ministério da Saúde.

VEJA TAMBÉM:

Rafaela Laja