Cerca de 99,2% dos mortos com covid-19, recentemente, nos Estados Unidos, não estavam vacinados, revelou este domingo o principal epidemiologista da administração norte-americana.

Anthony Fauci aproveitou o 4 de Julho para fazer novamente um grande apelo à vacinação na imprensa norte-americana, pedindo aos cidadãos para “porem de lado as diferenças e perceberem que o inimigo comum é o vírus”.

Segundo este especialista, as principais razões para os norte-americanos não se vacinarem são “ideológicas”, porque são “anti-vacinas” ou “anti-ciência”.

“Os Estados Unidos têm muita sorte por terem vacinas suficientes para vacinar toda a gente no país. Há pessoas pelo mundo que fariam qualquer coisa para ter estas vacinas.”

Os EUA são o país do mundo com mais mortes com covid-19, com mais de 605 mil óbitos.

Dada a resistência de muitos cidadãos, o país já falhou o objetivo de ter 70% dos adultos com pelo menos uma dose da vacina até esta data.

De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC), 54,9% (182,4 milhões) dos americanos receberam uma dose e 47,4% completaram a sua vacinação.

Catarina Pereira