Os Estados Unidos irão decidir até sexta-feira se retomam ou não o uso da vacina da Johnson & Johnson e Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Doenças Infeciosas, acredita que a decisão será positiva para esta vacina contra a covid-19.

Os reguladores de saúde dos EUA recomendaram na semana passada que o uso da vacina J&J fosse interrompido após relatos de seis casos de coágulos sanguíneos cerebrais raros em mulheres, de entre as cerca de 7 milhões de pessoas que receberam a vacina nos Estados Unidos.

O painel consultivo do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA deve reunir-se a 23 de abril para discutir as próximas etapas da vacinação no país.

"Não sei se houve mais casos. Uma decisão será tomada quase de certeza na sexta-feira e ficaria muito surpreendido se não se retomasse esta vacina", disse Fauci este domingo programa "Face the Nation" da CBS. 

Fauci disse não saber qual será a decisão final: “Uma das possibilidades será retomar esta vacina, mas com alguma forma de restrição ou algum tipo de alerta. Mas acredito que até sexta-feira saberemos a resposta para isso”, acrescentou.

Maria João Caetano