O Vaticano aceitou um pedido de um bispo na Índia, Franco Mulakkal, que dirige a diocese de Jalandar, no norte do país, para ser temporariamente dispensado das saus obrigações pastorais, enquanto responde perante a justiça a acusações de que terá violado uma freira.

A carta enviada para o Vaticano pelo cardeal Oswald Gracias, vista pela agência de notícias Reuters, transmitia o pedido do bispo indiano, que foi assim suspenso temporariamente.

Uma freira do estado de Kerala, no sul da Índia, acusa o bispo Franco Mulakkal de a violar repetidamente durante um período de dois anos.

O bispo não foi ainda formalmente acusado, mas deu entrevistas negando irregularidades e dizendo que queria defender o seu nome.

Domingo passado, pediu ao Vaticano a suspensão de funções, devido aos protestos criados exigindo a sua prisão.

Tendo considerado todas as circunstâncias, o Santo Padre aceitou este pedido", refere o despacho do Vaticano.

O caso do bispo Franco Mulakkal surge num momento em que a comunidade cristã, que representa 19 por cento da população do estado de Punjab, está ainda a viver num clima de marcado por casos de abuso sexual envolvendo o clero.