[notícia atualizada às 13:52]

A suspeita de um avião sequestrado em Amesterdão não passou de um mal-entendido, depois de a Defesa holandesa ter enviado dois F-16 atrás de um Airbus A320 da companhia Vueling, que fazia a ligação entre Málaga e Amesterdão.

O aparelho aterrou no aeroporto internacional de Schiphol às 13:00 horas de Lisboa e foi rodeado pelas forças de segurança, com os passageiros ainda no interior.

As autoridades holandesas declararam o código de emergência «GRIP3», relativo a «grandes incidentes», e a polícia chegou a suspeitar da existência de um sequestrador a bordo, segundo um porta-voz citado pela Reuters.

Mas a companhia aérea Vueling negou desde logo o cenário de sequestro, argumentando que tudo não passou de uma falta de entendimento entre a torre e o piloto.

Segundo um porta-voz da companhia espanhola, «o avião abordou a pista de uma maneira pouco comum o que levou a um mal-entendido entre o piloto espanhol e a torre de controlo».

A polícia, que já confirmou via Twitter que não houve qualquer sequestro ou tentativa, está agora a bordo, procedendo a buscas.
Redação / CM