Num gesto considerado histórico, a rainha Isabel II e Martin Mcguiness, ex-comandante do Exército Republicano Irlandês (IRA) e agora vice-primeiro-ministro da Irlanda do Norte, apertaram a mão.

O momento de aproximação aconteceu esta manhã durante um evento ligado às artes organizado para assinalar a deslocação da rainha a Belfast, a primeira em mais de uma década.

Isabel II e Martin Mcguiness apertaram a mão cordialmente, algo considerado impensável apenas há alguns anos, uma vez que o Sinn Fein, braço político do IRA, sempre boicotou quaisquer contactos com elementos da monarquia britânica.

Um risco pela paz - é assim que Mcguiness caracterizou o momento que vai certamente ficar para a história do conflito da Irlanda do Norte, que durante três décadas opôs a minoria católica ao domínio britânico e cuja violência matou 3500 pessoas.
Redação