Chegou finalmente à Somália um avião com 10 toneladas de alimentos e suplementos nutricionais.

O país enfrenta a maior seca dos últimos 60 anos e há milhões de pessoas em risco de morrer à fome.

Este é o primeiro avião de ajuda com destino à Somália desde que a ONU declarou a fome no país e carrega suplementos para tratar 3500 crianças mal nutridas durante um mês.

Neste momento, há 18 mil crianças em risco, mas o número pode chegar aos 25 mil muito em breve.

Para os próximos dias, há previsão de envio de mais alimentos. Ainda assim, a ajuda não vai chegar às zonas controladas pela milícia Al-Shabab.

Os islâmicos desta região não permitem que as missões humanitárias cheguem aos 2,2 milhões de pessoas em perigo.
Redação / CP