A fome está a alastrar a três novas zonas da Somália, incluindo a capital Mogadíscio, onde se concentram os deslocados em fuga de uma grave seca que afecta toda a região do Corno de África, alerta a ONU.

«A situação representa a mais grave crise humanitária no mundo actual e a pior crise de segurança alimentar desde a fome de 1991-1992 na Somália», acrescentam os responsáveis das Nações Unidas, citados pela agência France Presse.

As novas regiões afectadas incluem dois locais onde se concentraram centenas de milhares de deslocados somalis, para tentar ter acesso a alimentação.
Redação / CP