O chefe de Estado português, Marcelo Rebelo de Sousa, enviou uma mensagem de solidariedade ao Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, face às notícias de violência em Cabo Delgado, e afirmou que Portugal está disponível para apoiar Moçambique.

"Foi com grande consternação que tomei conhecimento do bárbaro massacre perpetrado por grupos armados na aldeia de Muatide, na província de Cabo Delgado. Neste momento de dor, os meus pensamentos estão com as vítimas, os seus familiares e todos aqueles que sofrem com esta terrível situação", lê-se na mensagem, divulgada no portal da Presidência da República na Internet.

A Conferência Episcopal de Moçambique classificou esta sexta-feira como "crítica" e "muito instável" a situação no distrito de Muidumbe, Cabo Delgado, de onde emergiram há uma semana relatos de assassinatos que incluem decapitações.

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, comentou os "recentes relatos de massacres perpetrados por grupos armados não estatais em várias aldeias na província de Cabo Delgado, no norte de Moçambique, incluindo a decapitação e rapto de mulheres e crianças", declarando-se "chocado".

/ DA