Os passageiros de um voo da Virgin Atlantic não ganharam para o susto depois de um pequeno incêndio ter deflagrado na zona da primeira classe. O incidente aconteceu esta quinta-feira e obrigou a uma ao desvio do avião

O aparelho, com 217 passageiros a bordo, fazia a ligação entre Nova Iorque e Londres, mas acabou por ser desviado para Boston.

Testemunhas que estavam dentro do avião relataram que “nem 30 minutos” depois de o voo ter descolado, começou o cheiro a fumo e que este vinha da primeira classe.

Os passageiros foram retirados em segurança no Aeroporto Internacional Logan, em Boston.

As autoridades acreditam que o fogo terá sido causado por uma power bank, isto é, uma bateria portátil para carregar o telemóvel.

Os operacionais que inspecionaram o avião depois deste ter aterrado encontraram um aparelho entre almofadas do assento onde o fogo começou.

Investigações preliminares sugerem que o dispositivo seja uma bateria portátil para carregar o telemóvel”, afirmou uma porta-voz da polícia aos jornalistas, citada pela BBC.

A Virgin Atlantic confirmou que o voo teve de ser desviado para Boston “devido a relatos de fumo na cabine”, mas não deu detalhes sobre o que esteve na origem do incidente.

“A nossa equipa respondeu imediatamente e o avião aterrou em segurança”, frisou a companhia aérea do Reino Unido.

No Twitter, um passageiro partilhou imagens do caos no aeroporto de Boston.