O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, diz que o seu país lidou com a pandemia do novo coronavírus de forma “brilhante”, segundo agências locais.

Enquanto falava numa reunião do partido, o líder disse que a Coreia do Norte “conseguiu prevenir a entrada do vírus maligno e manter a situação controlada”.

A Coreia do Norte fechou as suas fronteiras e colocou milhares de pessoas em isolamento há seis meses, numa altura em que a pandemia se espalhava pelo mundo.

Kim Jong-un afirma que o seu país não tem nenhum caso ativo, apesar de vários especialistas afirmarem que isso é muito pouco provável.

O presidente da Coreia do Norte afirmou que analisou, “em detalhe”, a emergência nacional ao logo desses seis meses, e referiu que o sucesso no combate ao vírus foi conseguido através da “brilhante liderança” do partido.

Ao mesmo tempo, deu ênfase “à importância de manter o alerta máximo”, sem aliviar as medidas anti pandemia”, referendo também que o vírus ainda está presente nos seus países vizinhos.

Segundo uma análise da correspondente da BBC em Seul, na Coreia do Sul, é impossível saber o que se passa naquele país, uma vez que o país está fechado desde o dia 30 de janeiro e muito poucas pessoas conseguiram entrar ou sair do país.

 
Lara Ferin