Um rapaz de 17 anos está a enfrentar acusações de tráfico humano depois de ter alegadamente tentado vender uma menina de 14 anos nas redes sociais.

O caso ocorreu no estado da Flórida, nos Estados Unidos e foi descoberto esta quinta-feira quando agentes da polícia de Miami Springs foram chamados a um motel para prestar assistência a uma jovem que tinha fugido da família depois de uma discussão.

Segundo um porta-voz da polícia, a família acredita que a menina estava no motel com o intuito de ser “vendida para motivos de prostituição”. Um familiar da vítima direccionou, depois, os agentes para uma rede social.

Aos agentes que estavam no motel, a menina disse que um amigo a tinha apresentado ao suspeito depois de fugir de casa.

Segundo a acusação, o suspeito terá tido uma relação amorosa com a vítima durante a qual conseguiu convencer a menor a prostituir-se.

O que aconteceu é o pior pesadelo de todos os pais. Crianças como esta podem-se perder tão facilmente. É o nosso dever impedir que isso aconteça”, disse à imprensa a procuradora de Miami-Dade, Katherine Fernandez Rundle.

A polícia afirmou que o suspeito usou redes sociais para combinar encontros com a menina, avançando que o rapaz de 17 anos chegou a combinar cinco “encontros” num dia.

A acusação explica ainda que o adolescente ficava com todo o dinheiro e controlava a vida da vítima, tratando dos custos do hotel, transportes e da plataforma para combinar os encontros. O rapaz é ainda acusado de fornecer à menina cocaína e MDMA.