As imagens vencedoras do concurso Wildlife Photographer of the Year já são conhecidas. A competição deste ano contou com um número recorde de participações, com um momento debaixo de água a levar o prémio mais importante.

Organizada pelo Museu de História Natural do Reino Unido, a 57.ª edição do concurso teve 50 mil submissões, que chegaram de 95 países diferentes, e um deles foi Portugal. João Rodrigues captou o momento do acasalamento de duas salamandras.

Foi a primeira vez em cinco anos que o João teve a oportunidade de mergulhar durante a época das chuvas. Teve uma fração de segundo para ajustar a câmara", refere a organização, que atribuiu a este fotojornalista o prémio "Comportamento: anfíbios e répteis".

Mas foi com "Criação" que Laurent Ballesta venceu o principal prémio, conseguindo arrecadar o galardão de melhor fotógrafo de vida selvagem do ano. Foi em Fakarava, na Polinésia Francesa, que conseguiu captar o momento da desova de garoupas.

De resto, é possível ver imagens de seres apanhados em momentos mágicos ou até assustadores. A vida selvagem no seu estado mais natural pode ser vista na galeria associada ao artigo.

António Guimarães