Milhares de pessoas, com bilhetes comprados, chegaram aos aeroportos para apanhar um voo, mas no momento em que se preparavam para embarcar foram informados que a companhia aérea tinha falido. A Wow Air, companhia aérea da Islândia, cessou operações, esta quinta-feira, depois de não ter chegado a um acordo para a fusão com a Icelandair.

Num comunicado a companhia aérea conta que "cessou toda a atividade, todos os voos foram cancelados". Na mesma nota a administração da empresa pede para os passageiros procurarem lugares noutras companhias.

Devido a esta "falência surpresa" milhares de passageiros ficaram sem voo, dinheiro do bilhete ou apoios por parte de uma empresa que "deixou de existir". Nas redes socais foram vários os casos partilhados, acompanhados de longas filas para os centros de apoio ao cliente, que já estão encerrados. 

Um dos passageiros relatou à CNN que chegou a entrara no avião, mas que teve de abandonar a aeronave. A companhia aérea avisou que o voo tinha sido cancelado e iria ser substituído por outro, mas tal não aconteceu. 

A empresa foi fundada em 2011 e em 2018 transportou 3,5 milhões de pessoas. As operações centram-se na Europa e América do Norte, Portugal não estava nos destinos operados pela Wow Air.