Um médico chinês que trabalhou no hospital de Wuhan com Li Wenliang, o oftalmologista que foi o primeiro a alertar para o novo coronavírus e acabaria por morrer vítima da doença, também não sobreviveu à Covid-19.

Hu Weifeng, um urologista com pouco mais de 40 anos, é o sexto médico do Hospital Central de Wuhan a morrer de Covid-19 e a primeira vítima mortal na China em várias semanas. Lutava contra a doença há mais de quatro meses, informou a emissora estatal chinesa CCTV, citada pelo The Guardian

O caso de Weifeng tornou-se conhecido a nível mundial porque o médico sofreu danos no fígado em consequência do tratamento para a Covid-19, o que levou a um desequilíbrio hormonal que lhe deixou a pele negra, tal como aconteceu a outro colega do mesmo hospital, o cardiologista Yan Fan, que entretanto recuperou da doença.

O hospital de Wuhan ainda não se pronunciou publicamente sobre a morte do urologista. No início de fevereiro, a unidade hospitalar anunciara que pelo menos 68 funcionários tinham sido infetados com o novo coronavírus.

Bárbara Cruz