O ministro russo para as Situações de Emergência morreu esta quarta-feira enquanto tentava salvar uma pessoa durante exercícios no Ártico, perto da cidade de Norilsk. Evgueni Zinichev tinha 55 anos e era ministro desde 2018.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, confirmou que o presidente da Rússia, Vladimir Putin, já foi informado da situação.

O Ministério de Emergências da Rússia informa com pesar que Evgueni Zinichev morreu tragicamente na linha da frente enquanto participava em exercícios para proteger a zona do Ártico de emergências", pode ler-se num comunicado citado pela agência RIA.

Segundo o website Sputnik, um relatório preliminar aponta que um operador de câmara terá escorregado num penhasco e caído na água, com o ministro a movimentar-se rapidamente para o auxiliar. Evgueni Zinichev terá mergulhado para a água para salvar o homem, mas acabou por bater com a cabeça numa rocha, ficando com vários ferimentos, que se revelaram fatais. A informação está a ser avançada por Margarita Simonyan, uma jornalista do canal RT que estava no local.

Ambos os homens ainda foram reencaminhados para o hospital, mas acabaram por morrer na viagem de helicóptero.

António Guimarães