Um rasgão numa sapatilha Nike está a dar tanto que falar nos Estados Unidos que a marca norte-americana já se viu obrigada a abrir uma investigação. E até o antigo presidente dos EUA Barack Obama comentou o assunto.

É que o incidente aconteceu à sensação do basquetebol universitário Zion Williamson, num dos jogos mais esperados do ano, entre a Universidade de Duke, os "Duke Blue Devils", e a Universidade da Carolina do Norte, os "North Carolina Tar Hells". Para se ter uma ideia, os bilhetes para este encontro, que ocorreu na quarta-feira, custavam em média cerca de 2.000 euros e nas bancadas estavam várias personalidades como o antigo presidente Barack Obama.

Mas foi logo no primeiro minuto do jogo que o inesperado aconteceu: Williamson, de 18 anos, lesionou-se, sofrendo uma entorse, depois de a sua sapatilha se ter rasgado e rebentado. E aquela que era a grande atração do clássico - Williamson é o favorito para ser número um do próximo draft da NBA - acabou por falhar o resto do jogo.

As imagens têm corrido o mundo: com a sapatilha rebentada, a estrela dos "Duke Blue Devils" escorregou, caiu no chão e agarrou-se ao joelho com dores.

Várias estrelas do basquetebol norte-americano partilharam mensagens de apoio ao jogador nas redes sociais. 

Até Barack Obama comentou o sucedido, desejando, no Twitter, uma "recuperação rápida" ao jovem atleta.

No meio da polémica, a Puma incendiou os ânimos com uma mensagem que acabou por retirar do Twitter: "Não teria acontecido com uns Puma", escreveu a marca alemã.

O caso tornou-se de tal forma mediático que a Nike abriu uma investigação ao incidente. A marca de roupa e calçado de desporto que patrocina o jogador informou, em comunicado, que está “preocupada” com o que aconteceu e desejou ao jovem atleta uma rápida recuperação. 

O treinador dos Duke afirmou que não sabia quanto tempo seria necessário para a recuperação de Williamson, mas a imprensa norte-americana escreve que, apesar do susto, a lesão do jogador não será tão grave quanto inicialmente se pensava.