Na Austrália, uma tratadora está em estado crítico após ter sido atacado por dois leões enquanto limpava o recinto dos animais, na sexta-feira, disseram as autoridades.

A mulher, de 35 anos, foi mordida na cabeça e no pescoço. Tudo aconteceu no Jardim Zoológico de Shoalhaven, a cerca de 162 quilómetros a sul de Sidney, no estado de Nova Gales do Sul.

Quando chegaram ao local, as equipas de emergência encontraram a mulher inconsciente no recinto dos leões e disseram que se tinha tratado de um ataque “extremamente cruel”.

Segundo a polícia, a mulher foi transportada de avião para o hospital “em estado crítico, mas estável”.

Faye Stockmen, um da equipa de paramédicos, disse que esta tinha sido “uma das experiências mais assustadoras” da sua carreira.

“Nós tivemos que, literalmente, entrar na jaula dos leões”, contou ela. “Este foi um dos piores trabalhos que já tive”.

No momento do incidente o jardim zoológico não estava aberto, uma vez que estava encerrado há várias semanas, devido à pandemia do novo coronavírus.

Lara Ferin