A empresa J.P. Sá Couto apresenta quarta-feira na Torre de Macau o projecto Magalhães às escolas e serviços de educação num projecto em que surge associada a uma empresa local para a divulgação do computador português.

Em declarações à agência Lusa, um responsável pela empresa TechEd, parceira da J.P. Sá Couto, explicou que o computador que será apresentado em Macau já está equipado com o teclado em chinês e que no futuro «todos os programas e conteúdos didácticos do Magalhães também serão integrados em chinês».

«Não vamos apresentar mais um computador, mas sim todo um projecto didáctico que surgiu com o computador Magalhães», explicou Pedro Lobo.

O mesmo responsável disse ainda que o objectivo da parceria para o mercado chinês abrange os territórios de Macau, Hong Kong e a República Popular da China, excluindo a Escola Portuguesa uma vez que o processo está a ser liderado pelo Ministério da Educação depois do Governo português ter alargado a Macau o programa Magalhães.
Redação / LF