Os campos electromagnéticos, presentes na tecnologia sem fios, podem causar um grave problema de saúde pública, alerta um grupo de cientistas europeus, citado pela Lusa.

Numa declaração conjunta, quatro investigadores asseguram que «a observação clínica de numerosas investigações toxicológicas e biológicas e de certos estudos epidemiológicos demonstra os efeitos dos campos electromagnéticos sobre a saúde».

«Um número crescente de doentes tornaram-se intolerantes aos campos electromagnéticos», sustenta a equipa, coordenada pelo cientista alemão Franz Adlkofer, responsável máximo pelo projecto de investigação europeu Reflex.

Citando estudos que provam a existência de efeitos nocivos no cérebro e no ADN, os mesmos investigadores argumentam que a tecnologia sem fios poderá converter-se num «problema de saúde pública de primeira ordem».
Redação / CP