6,2 segundos! Foi este o tempo de jogo que Rafael Leão precisou para abrir marcar o primeiro golo do AC Milan no triunfo em casa do Sassuolo (2-1), numa partida da 13.ª jornada da Liga italiana. 

O avançado português marcou o golo mais rápido da história da Serie A, batendo um registo com quase duas décadas: o anterior golo mais rápido havia sido apontado por Paolo Poggi, que em dezembro de 2001 marcou pelo Piacenza aos 8 segundos de jogo. 

 


De resto, os rossoneri chegaram ao intervalo praticamente com o três pontos garantidos. Depois de o VAR ter invalidado um golo a Çalhanoglu, Saelemaekers fez o 2-0 aos 26 minutos. Grande arrancada de Theo Hernández na esquerda, deixando tudo e todos para trás, até ao passe para o golo simples do internacional belga na área.

O melhor que o Sassuolo, uma das sensações da Serie A, conseguiu foi reduzir em cima do apito final por Berardi. 

Nos outros jogos que já se realizaram esta ronda, o Inter de Milão manteve a distância para o primeiro lugar, ocupado precisamente pelo rival da cidade, com uma vitória na receção ao Spezia (2-1). 

A equipa de Conte desbloqueou o jogo no início do segundo tempo com um golo de Hakimi (52m). À entrada para os vinte minutos finais, Lukaku fez o 2-0 de penálti antes de Piccoli reduzir no último minuto.

Por sua vez, Torino e Bolonha empataram a um golo, resultado idêntico ao que se verificou no Cagliari-Udinese. Por último, o Benevento recebeu e bateu o Génova por 2-0.

O golo de Leão é também o mais rápido de sempre nas grandes ligas europeias.