A economia japonesa registou, no quarto trimestre de 2008, uma contracção de 12,1% face ao homólogo, a maior desde 1974, ou seja, dos últimos 35 anos.

O valor é, mesmo assim, ligeiramente melhor do que os dados provisórios divulgados há um mês atrás, quando tudo apontava para um recuo de 12,7%. Fica também acima das expectativas dos analistas, que esperavam uma descida de quase 13,5%.

Face ao terceiro trimestre de 2008, a economia japonesa desceu 3,2%, menos uma décima do que o esperado há um mês atrás.

O Produto Interno Bruto (PIB) nipónico viu-se penalizado pela evolução das exportações, da produção e dos investimentos.