Pizzi voltou a não ser titular no Benfica, pela quarta vez consecutiva, e no final Jorge Jesus explicou que não é fácil entrar no onze encarnado.

«Os jogadores que não querem competitividade têm de jogar naquelas equipas que são sempre os mesmos 11 ou 12 a jogar. Se queres jogar no Real Madrid, no Benfica ou no Barcelona sabes que há muitos jogos em que não vais jogar e vão jogar outros porque a competitividade é muito grande», afirmou o técnico, salientando: «É o problema de todos os jogadores, não é só do Pizzi. O Benfica tem um leque de jogadores muito aproximado. Tem dois e três jogadores por posição. Essa é a satisfação de um treinador, que pode tomar decisões sem a equipa baixar muito a qualidade.»

Jesus destacou ainda a estreia a titular de Lázaro, afirmando: «Ele esteve bem. Teve alguma dificuldade física nos últimos 10, 15 minutos. Também é verdade que ficou muito sozinho, mas gostei do jogo dele.»

Sobre a receção de quarta-feira, ao Barcelona, o técnico afirmou que «Gil Dias vai estar pronto para o jogo».

Sérgio Pires / Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães