Segundo o mesmo estudo o Grupo Renascença liderou, com 37,7 por cento de share de audiência, seguido do Grupo Media Capital, com 23%, do Grupo RDP, com 13,1% e da TSF, com 5,4%.

O maior consumo de rádio observou-se no primeiro trimestre do ano, com 3 horas e 19 minutos de tempo médio de audiência. Aos dias de semana, a audiência acumulada de véspera foi superior, com 62,5%, uma média de 3 horas e 20 minutos. Aos fins-de-semana registou-se 40,7% de audiência acumulada de véspera e 4 horas e 49 minutos de tempo médio de audiência.

O Anuário revela ainda que o período entre as 6 e as 10 horas é o prime-time deste meio, quando se observam 33% de audiência acumulada de véspera e 7,7% de audiência média.

Os jovens são grandes consumidores deste meio, sendo no grupo etário dos 25 aos 34 anos que se observa maior audiência de rádio, sendo que nos mais idosos se observam taxas inferiores à média.

O estudo revela ainda que os homens ouvem mais rádio do que as mulheres e, entre as classes sociais, a alta e média alta distancia-se das restantes no período entre as 7h30m e as 10h00, com consumos bastante acima da média.
Redação