Rodrigo De Paul, jogador do Atlético de Madrid, em declarações na sala de imprensa do Dragão, após a vitória por 3-1 frente ao FC Porto, que permitiu aos colchoneros apurarem-se para os oitavos de final da Liga dos Campeões:

«Assisti a jogos do Atlético pela televisão e gostava muito dessa ideia [nunca deixar de acreditar]. Estou encanto por ter vivido uma noite como esta. Por sorte, conseguimos o apuramento. Caso contrário, o «Cholo» ficaria na mesma orgulhoso. Noites como estas ficam para sempre. Espero que todas as pessoas que fazem o Atlético um clube muito grande estejam tão felizes quanto nós. 

Entrámos bem no jogo. Não estávamos a pensar no que poderia acontecer no outro jogo. Estivemos bem nos primeiros 20/25 minutos, tivemos duas ou três situações em que poderíamos ter feito melhor no último passe. Sabíamos que íamos sofrer, este é um estádio difícil onde os adeptos empurram a equipa adversária. Sofremos juntos e depois conseguimos levar o jogo para a frente. 

Ficámos no grupo mais complicado de todos contra o líder da Liga italiana e da Liga portuguesa, além do Liverpool. Sabíamos que todos os jogos iam ser como este. Passámos por dificuldades, mas a equipa deu sempre a cara e cresceu. Não sei até onde podemos chegar na Liga dos Campeões, mas sei que amanhã já vamos pensar no Real Madrid. Queremos lutar pelo campeonato até ao fim.

É nos momentos complicados que os homens aparecem. Este grupo, pelo treinador e pelo capitão que tem, está muito bem comandado. Nós vamos atrás. Espero que as pessoas estejam em casa a desfrutar deste resultado.»


 

Vítor Maia / Estádio do Dragão, Porto