O Benfica está de regresso à fase de grupos da Liga dos Campeões e, desta vez, vai contar com Nicolas Otamendi, um dos centrais mais experientes desta competição. Entre os muitos jogos que o internacional argentino já disputou, já defrontou o Dínamo Kiev por quatro vezes, duas ao serviço do FC Porto e outras duas com a camisola do Manchester City.

«É um adversativo que está constantemente na Champions por alguma razão. Temos de respeitá-los como fazemos com qualquer equipa. Temos de fazer o nosso jogo e estar bem em linhas gerais para podermos vencer. É o campeão da Ucrânia e temos de o respeitar e fazer o nosso jogo», comentou na conferência de imprensa de antevisão do jogo da primeira ronda.

O Benfica parte para Kiev com a moral em alta depois de ter garantido a entrada na fase de grupos de ter somado cinco triunfos consecutivos na Liga. «Sim as vitórias dão confiança e ajudam-nos a trabalhar mais tranquilos, mas o objetivo é crescer como equipa, jogar bem e tratar de corrigir os erros que se comentem. Não há jogos perfeitos e as vitórias só ajudam a enfrentar a temporada que é longa. Vamos seguir da mesma forma e com a mesma mentalidade. Esperamos chegar ao final da temporada com os  objetivos intactos», destacou.

Lucas Veríssimo vai cumprir castigo e será baixa para este primeiro jogo, mas Otamendi deixou a questão do número de centrais para o treinador, uma vez que, além de Vertonghen, há ainda Ferro e Morato. «É algo que o treinador é que tem de indicar. Temos de tratar de cumprir o que ele nos diz para que possamos aproveitar as debilidades deles. Vamos em busca da vitória e estarmos bem como equipa», referiu ainda.

Ricardo Gouveia / Seixal