Marco Rose garante que o Borussia Dortmund vem a Alvalade para procurar garantir, desde já, a qualificação para os oitavos de final da Liga dos Campeões. O treinador alemão dirigiu muitos elogios ao Sporting e ao seu treinador, a quem vai convidar para um copo de vinho, mas, mesmo com algumas baixas importantes, insistiu quer resolver esta quarta-feira o segundo lugar do grupo.

Um empate, em teoria, será favorável à equipa alemã que, na última jornada, recebe os turcos do Besiktas, já arredados desta luta, enquanto o Sporting vai jogar a Amesterdão com o Ajax, mas Marco Rose aponta para os três pontos. «Empate? Não, vamos tentar ganhar como sempre. Já jogamos contra esta equipa, observámos os últimos jogos, sabemos o que contamos amanhã, mas não podemos jogar para um empate, queremos ganhar», começou por esclarecer.

No jogo da primeira mão, o Borussia venceu por 1-0 e Marco Rose não espera um Sporting muito diferente desse primeiro embate. «Fizemos vários jogos, entretanto, continuámos a estudar o Sporting. Vi os jogos mais recentes e não vi grandes alterações, se calhar a equipa tem mais confiança, ganhou os últimos dois jogos na Liga dos Campeões e, com certeza, querem ganhar amanhã. Vão tentar tudo para ganhar. Se calhar deram um passo em frente», comentou.

Apesar de tudo, Marco Rose não espera facilidades. «Acredito que o Sporting tem uma boa equipa, como coletivo. Teve vários golos de bolas paradas, tem um cabeceamento forte nas bolas paradas. No centro o 6 e o 8 são bons. O Sarabia também é muito bom, aliás as duas alas são boas. O Sporting tem uma estrutura clara, não é fácil defender frente ao Sporting. Vai ser um desafio exigente, mas estamos na Champions, portanto nada de surpreendente», comentou.

Em relação às bolas paradas, Maco Rose não vai poder contar com o imponente Hummels, castigado, mas avisou que Witsel está de volta e pode dar uma ajuda nesse momento do jogo. «Ele esteve parado durante muito tempo, estamos contentes porque está recuperado, esteve muito bem no último jogo da Bundesliga, mas vamos ver como vai reagir amanhã. Já não joga há muito tempo, espero que esteja bem», referiu.

Quanto à ausência de Hummels. «Não há nada afazer. Os jogadores não estão, temos de contar com os que estão disponíveis. Estamos atentos à situação, amanhã vão ver quem vão jogar no lugar do Matts», acrescentou.

O Dortmund também não vai poder contar com o goleador Haaland, lesionado, mas a verdade é que o experiente Marco Reus tem vindo a marcar golos, dez nos últimos onze jogos. «O Marco também já era importante antes, mesmo com Haaland na equipa. Os media se calharam olham de uma forma diferente para ele agora, mas sempre disse que o Marco é muito importante para o Dortmund. Joga há muito tempo na equipa, sabe como são as coisas. Ele vive e trabalha para a equipa. Em termos desportivos é muito importante para a equipa», comentou.

Olhando novamente para as contas do grupo, o Sporting pode garantir já a qualificação se vencer por 2-0, mas o Borussia também pode festejar se voltar a vencer os leões. «Tudo é possível no futebol. Pode ser amanhã ou no último jogo. Vamos ver o que acontece amanhã. Seria bom para nós garantir já o segundo lugar, mas não sabemos o que vai acontecer», referiu.

A finalizar, Marco Rose deixou um convite a Ruben Amorim. «É um bom treinador, claro. Nota-se pela forma muito clara como organiza o jogo, a estratégia com bola, é percetível o futebol que o Sporting joga. É o campeão português, amanhã vou convidar o Ruben para bebermos um copo de vinho depois do jogo», referiu ainda sorridente.

Ricardo Gouveia / Estádio de Alvalade