Declarações de Steven Gerrard, treinador do Rangers, na sala de imprensa do Estádio Municipal de Braga, após o triunfo (0-1) frente ao Sp. Braga que garantiu aos escoceses a passagem na eliminatória:

«Estamos contentes e muito satisfeitos. Conseguimos um excelente resultado, os jogadores estiveram extremamente empenhados perante uma grande equipa. O Sp. Braga arcou muitos golos na primeira fase da Liga Europa, apesar de ser uma equipa jovem tem conseguido bons resultados e, por isso, estou satisfeito com o comportamento dos jogadores».

[Comportamento defensivo] «Penso que estivemos excelentes defensivamente, não só a defesa mas a equipa em geral. Temos que ter em conta que a equipa do Sp. Braga é perigosa, mas estivemos compactos. Destaco o McGregor, que foi vital. Se não fizesse o jogo que fez hoje na baliza provavelmente não teríamos este resultado. O Conner [Goldson] também esteve muito bem, muito competente, assim como os laterais e toda a restante equipa.

[Ausência de Morelos] «O trabalho da equipa foi excelente. Na primeira parte demos a posse de bola, os jogadores tiveram de se sacrificar mas não deixaram de trabalhar. Destaco o substituto, que teve uma tarefa difícil, mas conseguiu fazer um bom trabalho».

[Kent apontou o golo] «O Ryan demonstrou o rendimento que estávamos a precisar neste jogo. Pode estar algo desapontado, porque podia ter feito dois golos, especialmente na primeira parte, em que falhou duas oportunidades clamorosos. No entanto acho que não dão o devido valor ao que se faz em campo. Quem sabe esta exibição será o mote para que continue a fazer bons jogos».

[Oportunidades perdidas] «É óbvio que o facto de não termos marcado por vezes pode pesar na consciência. Sempre acreditei no plano de jog0o elaborado, falámos disso ao intervalo, o Braga foi uma equipa corajosa, correu riscos, mas acho que podíamos ter feito mais dois golos. Apesar disso mantive-me confiante no plano de jogo traçado».

[Braga previsível] «Não, de todo. Não quero desrespeitar o Braga, que venceu o Porto, Benfica, Sporting, Wolverampton, é uma equipa com muita classe. Mantivemos os alas deles sem perigo. Destaco o comportamento da minha equipa, que venceu uma equipa que ainda não tinha perdido com o Rúben Amorim no comando técnico».

Bruno José Ferreira / Estádio Municipal de Braga