Declarações de Micael Sequeira, treinador adjunto do Sp. Braga, na sala de imprensa do Estádio Municipal de Braga, após a derrota (0-1) na receção ao Rangers, que elimina o Sp. Braga das competições europeias:

«Foi um bom jogo, o Rangers foi-se sentido confortável à medida que o jogo foi passando, com um bloco baixo a evitar que tivéssemos o espaço que queríamos ter. Fomos à procura de criar espaços, tivemos domínio, tivemos mais de 60 por cento de possa de bola, mas faltou-nos criar espaço no último terço para criar situações de finalização. À medida que o tempo foi passando foi beneficiando o Glasgow. Tiveram mérito como defenderam, obviamente, agora há que reagir e pensar no próximo jogo».

[Falta de capacidade para reagir à postura passiva do Rangers] «Foi a grande diferença do primeiro jogo para o segundo, o posicionamento da linha defensiva do Rangers. Foram eficientes nesse sentido, baixaram muito bloco e a nós faltou capacidade de desequilibrar para criar situações. Estamos orgulhosos pela campanha que fizemos, contribuímos muito para o ranking de Portugal e contamos estar novamente cá para o ano com mais esforça e mais experiência».

[Falta de um jogador entre linhas é propositado?] «Foi mérito do Rangers, tiveram uma preocupação muito grande em fechar o espaço interior. Tiveram esse mérito de fechar e de não nos dar o espaço interior. Repararam que o Rúben Amorim apostou tudo, ficámos com dois jogadores em cada corredor para criar essas situações, mas não conseguimos. Há que nos concentrar no próximo jogo».

[Braga perdeu uma excelente oportunidade de passar?] «No conjunto dos dois jogos, vendo a forma como o jogo decorreu em Glasgow até aos 75 minutos ninguém diria que ia acontecer este cenário. Conseguir marcar dois golos em Glasgow, estar a ganhar, e depois acontecer o que aconteceu acabou por lhes dar uma grande vantagem que lhes permitiu fazer este jogo aqui: deixaram o tempo passar e fecharam bem os espaços. Não conseguimos mas saímos de cabeça levantada. Queríamos muito estar na próxima eliminatória, os nossos adeptos corresponderam e penso que vamos voltar na próxima época».

[Defesa nervosa] «Não. Somos muito tranquilos e confiantes no trabalho que fazemos. Há mérito no adversário na forma como conseguiu as transições. Nervosos nunca, sempre confiantes porque temos um grupo de jogadores com enorme confiança e caráter».

Bruno José Ferreira / Estádio Municipal de Braga