*Por José Garcia


Figura: Fábio Martins


Precisa de jogar, pois qualidade não lhe falta. O extremo cedido pelo Sporting de Braga foi responsável pelas assistências para os golos do Famalicão nos Açores. Para além dos dois passes para golos, Fábio Martins ameaçou o golo em duas ocasiões. Decisivo.

MOMENTO: João Lucas volta a errar e Anderson confirma triunfo, minuto 75

O Santa Clara estava com maior ascendente na partida, ainda que sem conseguir marcar. A quinze minutos do final, João Lucas teve um corte deficiente e deixou Fábio Martins com espaço e tempo para correr e definir com qualidade. O extremo famalicense assim fez, servindo Anderson para o 2-0. Marco ainda tocou na bola, mas esta acabou, lentamente, por entrar.

Leia a crónica

Outros destaques:


Rafael Defendi

Teve de puxar dos galões para evitar as oportunidades de golos do Santa Clara. Travou tudo o que foi à baliza. 

Schettine 

Ameaça constante à baliza de Defendi. O brasileiro alia qualidade técnica a uma força e vontade admiráveis. Podia e devia ter feito, no mínimo, um golo. Defendi negou-lhe o empate (8) e já na segunda parte, atirou à malha lateral (70m).

Anderson 

Marcou um golo, mas podia ter bisado. Teve alguma sorte no remate que lhe permitiu fazer o 2-0 - Marco ainda defendeu antes de a bola entrar caprichosamente na baliza. Depois viu o guarda-redes adversário negar-lhe o segundo da conta pessoal. 

João Lucas

Num desporto coletivo, a derrota nunca é de um homem só. O lateral-esquerdo teve dois erros clamorosos - era o último homem da linha defensiva em ambas as situações - que o Famalicão transformou em golos. Decisivo pelas piores razões.