Adel Taarabt deixou o jogo com o Famalicão com queixas na perna direita. Jorge Jesus procurou gerir a condição físca do médio marroquino, que voltou a ser titular três dias depois do jogo com o PAOK, e a ideia até passava por substituí-lo. «Ia tirar o Adel, que acabou por lesionar-se, mas o Gabriel tinha cartão e acabei por tirá-lo», partilhou o treinador dos encarnados em declarações após a vitória por 5-1.

Nesta segunda-feira, dia do regresso aos trabalhos, Taarabt será reavaliado pelo departamento médico dos encarnados e só aí haverá maiores certezas sobre a real condição física do jogador, que não completava 90 minutos desde a 25.ª jornada da época passada, na retoma da Liga após confinamento, podendo a fadiga ser o motivo central das queixas.

Recorde-se que Taarabt já integrou o boletim clínico do Benfica durante a pré-época. Na altura, no início deste mês, estava a contas com uma lesão no tornozelo direito, a mesma que o levou a falhar as últimas seis jornadas do campeonato passado e da qual só recuperou para a final da Taça de Portugal com o FC Porto. Desta vez, o problema físico é diferente: ao nível do adutor direito ou da virilha.

Certo é que o marroquino tem sido peça indispensável para Jorge Jesus no meio-campo do Benfica neste arranque de época, sendo o único jogador da zona intermediária do terreno que foi titular nos dois primeiros jogos oficiais. Na passada sexta-feira, em Famalicão, só a defesa escapou à «revolução» do técnico das águias, que fez quatro alterações no onze. O ataque foi completamente renovado (Darwín e Waldschmidt e o a linha do meio-campo teve duas novidades: Rafa à direita e Gabriel na posição ocupada por Weigl em Salónica.

O próximo adversário do Benfica é o Moreirense: jogo no Estádio da Luz, sábado, 26 de setembro.