A questão não é nova. Arrasta-se, pelo menos, desde o início da época anterior. Afinal, o Boavista abusa ou não dos índices de agressividade?

«Não digo agressividade, mas mete uma grande intensidade e uma grande atitude e disputa cada lance como se fosse o último».

A resposta, ou esclarecimento, é dada por Petit. O treinador dos axadrezados coloca-se ao lado dos seus jogadores e defende a qualidade de jogo apresentada pelo Boavista.

«É uma imagem do clube que eu transmito para os jogadores, que nunca desistem dos lances. É um pouco injusto limitar o nosso futebol a essa questão. Temos jogadas trabalhadas e criámos muitas oportunidades de golo».

Boavista Futebol Clube: toda a informação

«O mais importante para nós é saber o que podemos fazer para chegar aos jogos e conquistar pontos», resumiu Petit.

Tudo isto na antevisão ao jogo com o Marítimo, no Bessa. Os portuenses têm mais um ponto do que os madeirenses na tabela.

«Vamos encontrar uma equipa extremamente difícil, que nos cria sempre dificuldades no Bessa, mas trabalhamos durante esta semana para que possamos fazer um bom jogo, com uma grande atitude, uma grande concentração e, acima de tudo, com uma grande intensidade como temos vindo a meter nos nossos jogos em casa».

Pouga, Leozinho, Fábio Ervões, Bukia e Nwofor (lesionados) e Renato Santos (castigado) ficam fora do jogo.