Petit, treinador do Belenenses, em declarações na conferência de imprensa após a derrota em casa, diante do Santa Clara.

««Entrámos muito apáticos, com muitos passes errados. A equipa não se encontrou, mas mesmo assim não deixámos que o Santa Clara criasse oportunidades. Depois dos 20 minutos passámos a controlar mais, conseguimos circular a bola com mais velocidade, tivemos uma oportunidade pelo Marco [Matias], outra pelo Licá, a criar por dentro e por fora, mas não conseguimos definir bem.

Depois sofremos dois golos, aos 44m e aos 46m e matou o jogo. Foi uma infelicidade nossa. Na segunda parte pedi mais intensidade na circulação de bola e agressividade no último terço, mas não estivemos bem na finalização.»

[sobre a importância de sofrer dois golos em tão pouco tempo]

«São minutos decisivos. Depois tivemos de andar atrás do prejuízo. Sabíamos que o Santa Clara é perigoso transição e que tem um guarda-redes com um passe muito preciso mesmo para as costas da defesa adversária. Foi uma infelicidade nossa e depois uma transição em que eles fazem o segundo golo. Tentámos reagir na segunda parte, mas não conseguimos.

[o que se diz a Danny, um jovem jogador que comete um erro decisivo no jogo de estreia]

«Para lhe dizer a verdade, encontrei-o a chorar no fim do jogo e o que lhe disse é que na próxima semana vai ser titular. Não há melhor resposta do que essa. Se lhe dissesse algo diferente, estava a matar o jogador e até o plantel. Isto é um coletivo, não é ténis. Todos falhamos, por isso o que lhe disse é que ele vai jogar.»

Adérito Esteves / Estádio do Jamor, Oeiras