O treinador do Benfica, Jorge Jesus, assumiu neste sábado que sente a equipa mais confiante e feliz, o que considera normal, tendo em conta a melhoria dos resultados registados nas últimas jornadas, nas quais os encarnados conseguiram encontrar a regularidade exibicional que permitiu recuperar o terceiro lugar ao Sp. Braga e olhar com mais ambição para o segundo, na posse do FC Porto.

«Os resultados são prova dessa regularidade. A equipa tem vindo a ganhar, não tem sofrido golos e está a subir de forma. Quando a equipa melhora individualmente, é normal que se note em termos coletivos. Neste momento é normal que a equipa esteja mais feliz porque os resultados estão a melhorar. Mas ainda estamos muito longe do que queremos, apesar de todos sentirmos que os processos de trabalho começam a ser compensados em termos de resultados nos jogos», começou por dizer.

Na antevisão ao jogo com o Marítimo, Jesus declarou ainda que a paragem para as seleções, apesar de ter surgido nu momento de melhoria de forma dos encarnados, permitiu trabalhar com outra intensidade, uma vez que só se viu privado de seis jogadores.

«Este interregno foi igual para todos. Tinha dito depois do jogo com o Sp. Braga que era bom se continuássemos o campeonato, porque vínhamos de bons jogos nas últimas jornadas. Mas também ganhámos alguma coisa com a paragem, porque perdemos seis jogadores para as seleções, mas deu para trabalhar com mais intensidade. Melhorámos algumas ideias importantes e acho que aproveitámos com qualidade o nosso treino diário. Vamos ver com o Marítimo se tudo aquilo que tentámos passar aos jogadores resulta», acrescentou.

Já sobre o adversário do jogo agendado para o Estádio da Luz na segunda-feira, Jesus diz o que espera da equipa que ocupa a penúltima posição da classificação.

«O Marítimo é um histórico do nosso campeonato. Está num lugar que não tem muito a ver com o valor da equipa. Este Marítimo eliminou o Sporting [da Taça de Portugal], ganhou no Dragão e deu sinais de qualidade», elogiou.

Já sobre a forma como os insulares se vão apresentar, o técnico diz não ter grandes dúvidas.

«Preparámo-nos para defrontar uma equipa em 5-4-1 a defender com quase todos os jogadores. Estas equipas quando jogam contra os grandes qualquer ponto é importante. E do ponto de vista emocional, estão muito mais tranquilos. Mas nada que nos possa surpreender», assegura.

Adérito Esteves / Benfica Campus, Seixal