Bruno Lage tinha dito que gostava de abrir mais os treinos da equipa principal do Benfica aos sócios e adeptos, e esta quarta-feira cumpriu com esse desejo.

O emblema encarnado abriu as portas da sessão de treino desta tarde no Seixal e os adeptos não faltaram à chamada: foram 1180 os benfiquistas, informou o clube, que acudiram à «casa forte» do conjunto da Luz para verem os ídolos mais de perto, com a bancada principal do campo n.º 1 da academia praticamente cheia.

Apesar das muitas ausências – devido aos jogos internacionais e algumas lesões – os adeptos das «águias» vibraram com os 25 jogadores que subiram ao relvado, com 13 «reforços» à mistura.

Depois de um período curto de aquecimento, que até incluiu um meiinho, Lage dividiu o grupo em três equipas, sendo que uma delas ficava de fora e as outras duas faziam uma peladinha, numa espécie de «roda bota fora».

Jonas, como quase sempre, foi um dos jogadores mais aplaudidos pela bancada, mostrando sempre no relvado pormenores de classe, tal como Adel Taraabt, que vive uma espécie de segunda vida no clube da Luz e continua a mostrar qualidades técnicas acima da média.

Sempre em alta intensidade, como Gabriel já caracterizara os treinos de Lage, os jogadores encarnados, muitos deles ainda jovens e à procura de uma oportunidade na equipa principal, foram tentando mostrar serviço ao treinador encarnado, para gáudio dos adeptos presentes.

50 minutos depois da sessão ter iniciado, Lage soou o apito final e todo o grupo – à exceção de Svilar, que aproveitou para fazer alguns exercícios específicos – parou no centro do relvado para agradecer o apoio do público, que deu ali mais um «balão de oxigénio» ao plantel do Benfica para o que resta da temporada.

Rafael Vaz