Adel Taarabt estreou-se com a camisola principal do Benfica neste sábado, entrando quando ainda se registava um nulo na receção ao Tondela. Na conferência de imprensa, o treinador do Benfica, Bruno Lage, entre elogios ao marroquino, explicou a aposta que fez num jogador que está no clube há quase quatro anos e ainda não tinha sido aposta.

«Tínhamos o Adel [Taarabt] ou o Gedson para entrar. Temos de perceber que o Gedson é mais um transportador de bola, enquanto o Adel nos podia trazer mais qualidade com bola e teve uma entrada muito feliz no jogo. Deu-nos mais bola, esteve mais presente e subido na transição defensiva e tem qualidade para conduzir o jogo à largura.

[sentiu que Taarabt foi um joker para resolver o jogo?]

«Os jokers são todos. O Seferovic entrou e marcou o golo. A nossa expectativa quando fazemos uma convocatória é perspetivar várias situações e ter jogadores no banco que possam ser aposta em determinadas opções. Depois de na primeira alteração ter colocado o Rafa e o Félix na largura e o Seferovic e Jonas no meio, entendi que precisávamos de um homem mais esclarecido para o meio.»

«O Gedson é mais forte a quebrar linhas em progressão, o Adel tem mais clarividência a pensar e a procurar bolas entrelinhas e na profundidade. Mas o que me deixa satisfeito ao longo destes três meses é que os que jogam dão tudo, os que entram também dão tudo e quem fica de fora também dá tudo quando entra.»

Adérito Esteves / Estádio da Luz, em Lisboa