Bruno Lage considera que a exibição do Benfica frente ao Belenenses foi positiva e só lamenta que o resultado final não tenha sido uma vitória. O treinador recusa a ideia de que a sua equipa tenha ficado de alguma forma «deslumbrada» com a vantagem, nem aceita que tenha cedido à pressão de estar a lutar pela liderança.

[Deslumbramento depois do 2-0?]

- Deslumbramento porquê? Não percebo a pergunta. A equipa fez uma exibição sólida, fez o 2-0, foi apenas um lace que acontece. O caminho que nos levou a esta recuperação é esta forma de jogar. Qualquer bola que é metida nas nossas costas, se chegar ao guarda-redes e ele bater, a bola fica no ar. No ar a bola está dividida, então tentamos jogar. A pressão do adversário, com um ou dois homens, obriga-nos a tomar decisões. Precisamos de muitos treinos para que estes erros não aconteçam. Temos feito este caminho a jogar, há que continuar a trabalhar. Temos de acreditar nisto. A equipa esteve consciente, esteve sempre concentrada, fez uma exibição segura. É pena pelos erros ofensivos, se fossem defensivos era outra coisa.

[Benfica perdeu em Zagreb e empatou esta noite. Dois jogos sem vencer]

Num conjunto de dez ou onze jogos, essa análise é muito curta. São competições diferentes. Preocupado estaria se a equipa em três ou quatro jogos a equipa não jogasse com a qualidade que jogou hoje. Os resultados são importantes, temos consciência disso, mas insisto, aquilo que nos levou a esta recuperação, foi esta forma de jogar. Se foram fazer a análise ao empate, ao jogo que fizemos, temos feito exibições menos conseguidas do que esta de hoje. É essa confiança que me vai agarrar.

[O Benfica acusou a pressão de estar em primeiro?]

- Acham que a sentimos alguma pressão? Se não tivéssemos bola, se a bola queimasse nos pés, se não tivéssemos criado oportunidades compreendia a questão. Agora assim, não. A equipa jogou bem. É uma análise fruto do resultado. Estivemos a ganhar 2-0, cometemos dois erros e sofremos o empate. Se não tivéssemos cometido esses erros, estávamos a falar de outra maneira. Amanhã o trabalho é o mesmo, vamos seguir a nossa estratégia para na quinta-feira voltarmos a fazer um grande jogo.

Ricardo Gouveia / Estádio da Luz, em Lisboa