Rui Vitória, treinador do Benfica, analisa a goleada ao Feirense (4-0), em jogo da 11ª jornada da Liga:

[sobre o momento em que entrou sozinho para o relvado, antes da equipa, que depois ficou a aplaudir] «Senti-me o treinador de um grande clube, mas estamos aqui para lidar com todo o tipo de situações. O fundamental era o apoio à equipa, que esteve presente em quase todo o jogo, e fundamentalmente na segunda parte. A motivação de fora também parte muito da motivação interna, e foi isso que aconteceu. Ganhámos confiança junto de alguns adeptos, e esta confiança terá de ser paulatinamente ganha.»

[sobre a importância do triunfo a fechar uma semana atribulada, em que esteve na porta de saída] «Foi uma nova vida para todos nós, desde ontem ou anteontem. Para darmos um passo importante para o clube, e foi também importante aparecer esta qualidade na segunda parte. Temos de encarar os próximos jogos com esta determinação. A vida é feita de etapas, de conquista diária. É assim que vamos continuar.»

[sente que a vitória também foi importante para unir a estrutura?] «Quando falo em estarmos unidos, falo em todo o universo do Benfica. É como nas nossas famílias. É fundamental estarmos todos unidos. E sentir que o Benfica unido torna esta equipa com muito poder. Uma dimensão muito grande, que é a dimensão do Benfica. Agora é continuar a trabalhar, e a partir de amanhã preparar da melhor forma o jogo de quarta-feira.»

Nuno Travassos / Estádio da Luz, Lisboa