Rui Vitória não se compromete com prazos para o regresso de Jonas à competição, mas descarta o avançado brasileiro não só para a visita ao Belenenses, deste domingo, como também para a receção ao Paços de Ferreira, da próxima jornada.

«Não está ainda disponível. Estamos à espera que as coisas evoluam. Vamos imaginar uma fratura do perónio...[bate na mesa]...há um conjunto de prazos, um número de semanas e dias que estão estipulados. Não é um caso estanque. É uma evolução que às vezes é mais lenta, outras vezes mais rápida. Com tudo o que estas situações acarreta, no que diz respeito a consequências no processo de treino, na condição que deve ter. Não é um processo estanque», disse o treinador do Benfica, em conferência de imprensa.

«Esperamos que volte a qualquer momento, mas também não digo que seja para amanhã, porque não é, nem será para a próxima semana. Esperamos que seja brevemente, mas não me quero comprometer com o que quer que seja. Tudo tem sido feito para voltar em condições, o mais rápido possível», acrescentou.

A época do Benfica tem sido fortemente marcada por lesões, mas ainda assim a equipa conseguiu manter-se no trilho dos bons resultados e assumir a liderança da Liga. Rui Vitória fugiu sempre às lamentações, e considera que isso abriu espaço para alguns jogadores conquistarem o seu espaço.

«Reconhecemos o valor dos que não estão presentes, mas não nos lamentamos, para não perder tempo e desgastar energias com isso. Temos de encontrar novas soluções, e assim muitos jogadores crescem em competição. Há jogadores que, aproveitando esse espaço, crescem de dia para dia. Quando os outros jogadores voltarem teremos um acréscimo de qualidade», afirmou.

Nuno Travassos