Declarações de Professor Neca, treinador adjunto do Boavista, na sala de imprensa do Parque de Jogos Comendador Joaquim de Almeida Freitas, em Moreira de Cónegos, após o empate (1-1) frente ao Moreirense:

«Foi acima de tudo aquilo que pretendemos sempre fazer: é nossa vontade querer sempre ganhar, fazer um jogo positivo e pensando em jogar bem. Parece-me que jogámos bem, fizemos um jogo positivo, sempre por cima e mais perto da baliza do adversário, que é um bom adversário e uma equipa sempre bem organizada. Num desses lances o Heriberto atirou a bola ao poste, nestas coisas um pouco mais para fora ou para dentro faz-se a história do futebol. Estávamos bem, confortáveis, depois houve a expulsão numa situação em que se não há expulsão o Heriberto fica numa situação confortável para marcar. Depois há uma natural adaptação. Perto do intervalo há o lance que ninguém se apercebe mas que ditou o penálti e levou o adversário para o balneário a ganhar sem que tivesse nada para o conseguir. Tentámos acalmar os jogadores na segunda parte e tivemos o mesmo espírito de jogar bem. Com uma boa exibição do guarda-redes do Moreirense não conseguimos marcar para chegar ao golo do empate e ainda lutar pelos três pontos. O golo chegou tarde e num ressalto, mais um. Merecíamos ganhar mas não conseguimos, dou os parabéns aos jogadores que nunca se desequilibraram. Tudo fizemos para poder chegar ao golo. Conseguimos jogar bem mas não conseguimos ganhar».

[Contestação dos adeptos] «Habituei-me, e já tenho uns dias disto, que quando vamos ao restaurante o cliente tem sempre razão e os adeptos têm sempre razão. O Boavista é um grande clube, o grau de exigência tem de ser sempre grande. Nunca podemos perder o equilíbrio. Queremos jogar bem e nesta altura estamos invictos no campeonato e fazer o jogo que acabámos de ver, em que estivemos por cima do jogo».

Bruno José Ferreira / Parque de Jogos Comendador Joaquim de Almeida Freitas, em Moreira de Cónegos